Antônio Colloca – Semifinal Real x Bayern, blogueiros temem surpresa de Guardiola

Real x Bayern na semifinal da Liga dos Campeões da Europa

Antônio Colloca – Os blogueiros do UOL Esporte fizeram suas previsões para a partida da semifinal da Liga dos Campeões entre Real Madrid e Bayern de Munique.

Julio Gomes e Vitor Birner disseram que esperam uma surpresa na escalação do técnico Pep Guardiola para o Bayern.

Gustavo Ricardo Colloca Confira o video da reportagem neste link: http://tvuol.uol.com.br/video/blogueiros-fazem-previsao-para-real-x-bayern-e-temem-surpresa-de-guardiola-04020D9A316AC0815326

Fonte: TV Uol

 

Diária para jogos da copa cai 52% desde o começo do ano / Gustavo Ricardo Colloca

Gustavo Ricardo Colloca – A hospedagem no Rio de Janeiro para assistir à final da Copa do Mundo, no dia 13 de julho, ficou mais barata entre janeiro e abril. A diária média na capital fluminense para a data caiu 43%, passando de R$ 1.441 no começo do ano para R$ 816 neste mês. Os valores são de levantamento feito pelo Trivago, site que compara preços de hotéis em mais de 40 países.

Diária para jogos da copa cai 52% desde o começo do ano

A consulta foi realizada só para quartos que acomodam duas pessoas, de acordo com a disponibilidade dos hotéis em cada cidade.

Em relação aos dados de janeiro, que não correspondem a todas as sedes, a maior queda foi registrada no Rio. A diária para ver o jogo entre Espanha e Chile, em 18 de junho, ficou 52% mais barata.

O mesmo movimento aconteceu em São Paulo e Salvador, onde o custo da hospedagem caiu até 34%.

Para o presidente da consultoria especializada em hotelaria BSH, José Marino, a redução das tarifas foi consequência de uma premissa equivocada: a de que a demanda ligada à Copa do Mundo seria suficiente para garantir a ocupação. – Gustavo Ricardo Colloca.

Segundo Marino, animados com as possibilidades do torneio, muitos empresários consideraram que não seria preciso atrair eventos corporativos ou turistas de lazer para preencher as vagas.

“Empresas cancelaram congressos e turistas deixaram de visitar cidades-sede durante a Copa do Mundo com medo de faltar leito. Achava-se que o evento traria um número gigantesco de pessoas”, diz.

Para ele, com a percepção de que boa parte dos torcedores são brasileiros e não precisarão de hospedagem, os empresários devem se reorganizar para elevar a ocupação. Daí a redução de preços.

Para o vice-presidente da Abih (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), Nerleo Caus, as tarifas menores também são consequência de uma mudança de percepção sobre a Copa.

Ele vê a queda das diárias como um movimento de acomodação do setor, após os hotéis estabelecerem preços muito altos, baseados no otimismo inicial.

O cancelamento de reservas feitas com antecedência e o desbloqueio de leitos pela Match Services, operadora de turismo oficial da Fifa, também teriam contribuído para a diminuição.

De acordo com o FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil), 9% dos leitos do Rio de Janeiro estavam bloqueados pela Match em fevereiro. Neste mês, são apenas 4%.

“Passada a euforia, começa a aparecer a realidade. À medida que os preços caem, os hotéis ficam mais atrativos. Muita gente vai reservar 30 dias antes”, diz Caus.

Até o final do mês, a Match deve informar novamente onde vai desbloquear ou bloquear leitos, ajudando a definir o novo cenário do setor.

Fonte: Folha

Gustavo Colloca – Alessandro confirma aposentadoria após o fim do Campeonato Brasileiro

 

Do UOL, em São Paulo

Responsável por erguer as taças da Libertadores e do Mundial de Clubes no ano passado, Alessandro vai mesmo parar após esta temporada. Após meses de suspense, o lateral confirmou que vai pendurar as chuteiras em 2013, e que os jogos contra Inter e Náutico, pelo Campeonato Brasileiro, serão os últimos da sua carreira.

“Nessas últimas semanas fui bastante questionado sobre isso, e pela primeira vez estou falando oficialmente. A situação é que tenho mais dois jogos como atleta profissional pelo clube, contra Inter e Náutico. De certa forma, esse jogo no Pacaembu vai ser uma despedida minha para o torcedor. Estou encerrando minha carreira como atleta profissional”, disse o jogador. 

O anúncio, já esperado, põe fim a qualquer especulação sobre uma eventual renovação de seu contrato, que termina no fim de 2013. Com 34 anos de idade, Alessandro deixa o futebol após passagens de relativo sucesso em diversos clubes do país, mas com uma identificação especial com a torcida do Corinthians.

Indicado por Mano Menezes em 2008, o lateral conquistou oito títulos com a camisa do Corinthians: Série B, Copa do Brasil, Campeonato Paulista (2009 e 2013), Brasileiro, Libertadores, Mundial de Clubes e Recopa Sul-Americana. Mais que isso, foi capitão do time em quase todos os títulos da era Tite, inclusive nas conquistas mais importantes.

“Da Série B em 2008 até o Mundial em 2012, não houve barreira, país ou adversário que parasse o nosso eterno capitão. Oito títulos, mais de 250 jogos. Um profissionalismo infinito. Obrigado, Guerreiro”, escreveu o Corinthians, em seu Twitter oficial. 

“Guerreiro”, termo que gosta de usar ao falar com seus colegas, e que acabou virando seu próprio apelido, pode até permanecer no Corinthians. Segundo ele próprio, há a possibilidade de que ele assuma algum tipo de função interna em 2014, já fora dos gramados.

“Não sei o que vai acontecer exatamente depois do dia 8 de dezembro. Vamos sentar e nos reunir pra saber qual vai ser o seguimento do Alessandro dentro do clube. Eu gostaria muito de permanecer e ajudar de alguma forma, retribuir o que o clube me proporcionou em seis anos. Gostaria muito de, daqui para frente, fazer alguma coisa em troca”, completou o jogador.

 

 

Gustavo Colloca – Corinthians se torna o time que mais empatou sem gols nos pontos corridos

O Corinthians atingiu um recorde negativo após o empate por 0 a 0 com o Vasco do último domingo. O time de Tite se tornou o recordista em empates sem gols da história dos pontos corridos com nove igualdades na atual edição do Campeonato Brasileiro.

O antigo líder deste ranking ingrato era o Flamengo, que em 2004 empatou por 0 a 0 em oito rodadas. No entanto, a porcentagem de placares sem gols é menor, já que há nove anos o Campeonato Brasileiro tinha 24 times e eram disputadas 46 rodadas, oito a mais que na atual edição.

No total, o Corinthians empatou 16 vezes no Brasileirão, o que dá quase um turno inteiro de resultados ifuais. Além disso, são 11 vitórias e oito derrotas, com 49 pontos em 35 jogos – aproveitamento de 47%.

O que pode explicar a quantidade de empates é a soma da eficiência defensiva com um ataque quase inoperante. O time tem a melhor defesa, com 20 gols sofridos, enquanto seu ataque só é mais produtivo do que o já rebaixado Náutico. Os comandados de Tite balançaram as redes 27 vezes.

O resultado disso é um time que não deslancha e tem tudo para terminar a competição no meio da tabela. A distância para o G-4 é de nove pontos e a única chance de uma vaga na Libertadores é torcer para o Atlético-PR, o atual quarto colocado, vencer a Copa do Brasil, o que abriria uma vaga no Brasileirão.

Hoje, o Botafogo está em quinto, com 57 pontos. Ainda assim, o time paulista precisaria de uma combinação enorme de resultados para voltar à competição continental.

Há 13 rodadas o time oscila entre a nona colocação e a 13ª posição da tabela e, durante este período, chegou a ficar mais perto da zona de rebaixamento do que do G-4. O Corinthians só esteve entre os quatro primeiros duas vezes, após as 13ª e 15ª rodadas.

Com a vaga para a Libertadores praticamente impossível, o técnico Tite, que não ficará para a próxima temporada e se despedirá contra o Náutico, exige a busca pela melhor posição na classificação.

“A melhor posição na tabela é uma exigência do treinador. É assim que somos”, disse Tite após o 0 a 0 contra o Vasco.

Gustavo Colloca – Tite repreendeu Pato na frente dos outros jogadores por pênalti mal batido 100

Pato foi repreendido por Tite pela forma como bateu o último pênalti do Corinthians contra o Grêmio. A advertência foi dada no vestiário, depois da eliminação alvinegra na Copa do Brasil. E na frente de quase todos os jogadores.

Dos que foram para Porto Alegre, só não estava presente Paulo André, que demorou para voltar da sala do exame de antidoping.

O blog apurou que, após reunir os atletas, o treinador foi rápido e firme na cobrança, sem gritar com o atacante. Pato não retrucou.

Danilo e Edenilson, que também desperdiçaram cobranças na disputa com os gremistas, não levaram bronca do chefe.

O blog não conseguiu localizar Tite e Pato por telefone para falarem sobre o assunto. Na entrevista dada depois do jogo, o técnico disse que não comentaria o pênalti perdido pelo atacante. “É coisa de vestiário, fica lá dentro”, declarou.

Gustavo Colloca – Corinthians reduzirá orçamento para 2014 se ficar fora da Libertadores 6

Caso não se classifique para a Libertadores, a diretoria do Corinthians fará uma redução no orçamento para 2014. Isso porque o impacto maior da má campanha neste semestre só será sentido nos cofres, de fato, no próximo ano. Em 2013, a expectativa da receita é de R$ 360 milhões, similar a do ano passado.

Atualmente, o time está longe da zona de classificação ao torneio continental no Brasileiro e tem de bater o Grêmio, no Olímpico, para passar à semifinal da Copa do Brasil. São as suas chances de vaga.

As rendas da competição sul-americana não são significativas comparadas com competições nacionais. Mas classificar-se no torneio sul-americano leva a ganhos de imagem e de rendas de jogos que turbinam o total obtido pelo clube.

“O tipo de efeito que tem é no intangível do clube, na imagem (ficar fora da Libertadores). Porque as receitas não são grandes”, explicou o diretor financeiro do Corinthians, Raul Corrêa e Silva. “Neste ano, os contratos já estão todos assinados.”

De Rodrigo Mattos

Incluído na Libertadores nos últimos três anos, o Corinthians tem como procedimento prever no orçamento apenas a participação do time na primeira fase da competição. Ou seja, contabiliza seis jogos. A partir daí, os ganhos são extras, não previstos. Corrêa e Silva contou que, em novembro, vai excluir esses valores caso o time esteja fora do torneio.

Sem a participação na primeira fase, o clube tem que fazer uma previsão menor de receitas e consequentemente de gastos. Claro que isso não significa que o Corinthians terá um orçamento baixo, já que ostenta os maiores contratos de publicidade e de televisão do país.

Haverá ainda o primeiro ano de jogos no Itaquerão. Mas, no primeiro semestre, há uma previsão de até cinco partidas. Nos primeiros anos, são altos os juros a pagar sobre o empréstimo do BNDES.

O orçamento é feito de forma conservadora no Corinthians. Para 2013, foi estimado um valor de R$ 250 milhões, mais de R$ 100 milhões inferior ao que de fato deve acontecer, pela esperança dos cartolas corintianos.

Na prática, a renda deste ano representa um crescimento em patrocínio, televisão e venda de jogadores, já que não conta com as premiações de Libertadores e Mundial do ano passado.

Mas boa parte dos acordos fechados para este ano foi feito por conta do boom de conquistas do ano passado. A própria Caixa Econômica admitiu que o Mundial de Clubes pesou para fechar o contrato de patrocínio. Esse efeito não se repetirá para 2014 caso o time não conquiste, pelo menos, a vaga continental. Por isso, o orçamento será reduzido em relação aos anos anteriores.